sexta-feira, 21 de junho de 2013

entropia e uma música. ah, e uma situação. complicada, por lá dizer

concordo que há uma desordem crítica.



mensuremos o grau de irreversibilidade.



quão maior a desordem, maior a energia que se propagará dessa iminência...

ou basta um movimento; tudo pode se reposicionar, as concepções podem passar a ter outros encaixes... tudo pode tomar uma forma diferente!



nova, talvez.



saquei tudo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário