quarta-feira, 20 de junho de 2012

Um passeio de carro

Consigo imaginar, gosto
de imaginar você no
banco ao lado,

olhando pra rua
enquanto me distraio
olhando você, falsário.

A rua me chama a
atenção enquanto passamos
por esse asfalto;

Essa rua é um bosque.
As árvores e postes
passam falando 'até mais'

da mesma forma
que nós falamos 'até mais'
nos nossos desencontros indesejáveis.

Nos comportamos de forma
consciente; porém, o subconsciente
trabalha de forma contrária.

Me revolto com a não aceitação
dessa situação.

Eu aqui. Você aí.
Eu aí e você aqui.

Os nossos lugares,
aí e aqui,
esperam por nós em qualquer ali.

Nenhum comentário:

Postar um comentário